Blog

Ressonância magnética contribui para diagnóstico e tratamento de atletas

Em tempos de Olimpíadas, em que serão disputados 42 esportes olímpicos, não se pode negligenciar a saúde dos atletas, que estão sempre expostos a lesões, principalmente nas pernas, tornozelos, coxas, braços e pés. A ressonância magnética (RM) é o método de imagem mais adequado para fazer o diagnóstico dessas lesões, assim como determinar seu grau e sua extensão.

Após o exame físico e a análise do histórico clínico, é a ressonância magnética o exame complementar que é frequentemente solicitado por ortopedistas e médicos do esporte, com o objetivo de auxiliar no diagnóstico e no acompanhamento de seus pacientes atletas e não atletas. As informações obtidas na RM são valiosas para determinar o tipo de tratamento a ser adotado: clínico conservador ou cirúrgico.

As imagens de ressonância magnética são criadas com o auxílio de um magneto e um computador, mas somente a parte a ser examinada é devidamente posicionada no equipamento. Determinados casos podem necessitar de contraste (não iodado) para que o médico consiga avaliar as imagens com mais informações. O exame completo tem duração média de 30 minutos e é muito importante que o paciente leve imagens e resultados anteriores para efeito comparativo.

A ressonância magnética também tem papel importante na hora de o médico ortopedista definir o tipo de tratamento mais indicado para o atleta. Isso porque o exame oferece a melhor definição possível para fazer o diagnóstico da lesão, bem como determinar sua extensão e nível de comprometimento. Ou seja, o exame, solicitado por ortopedistas e médicos do esporte geralmente após um exame físico e clínico, é fundamental tanto no diagnóstico quanto no acompanhamento da recuperação do paciente. Além disso, as imagens da ressonância serão determinantes para descobrir se o tratamento mais indicado será conservador ou cirúrgico.

A ressonância magnética tem uma alta sensibilidade e especificidade para fazer o diagnóstico de lesões. Por isso, este exame quase que invariavelmente complementa a avaliação clínica em algum momento do acompanhamento dos pacientes e atletas.

Compartilhar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Open chat
Quer agendar seu exame? Clique aqui!
Powered by
Optimized with PageSpeed Ninja