Blog

Ultrassom é capaz de rastrear síndromes já no 1º trimestre da gravidez

Na maioria das vezes, os primeiros meses de gravidez são acompanhados de muitas dúvidas e ansiedade. Felizmente, hoje em dia, a tecnologia permite que as preocupações maternas sejam amenizadas logo no primeiro trimestre de gestação. Em alguns casos, mesmo que o bebê tenha algum problema de saúde, o diagnóstico precoce é decisivo para que o tratamento comece o quanto antes, às vezes, antes mesmo do bebê nascer.

Além da confirmação da vitalidade fetal e da datação da gravidez, o exame de ultrassom no 1° trimestre de gravidez tem como intuito justamente rastrear possíveis alterações cromossômicas do feto, que podem identificar síndromes como a Síndrome de Down (trissomia do cromossomo 21), Síndrome de Edwards (trissomia do cromossomo 18) ou Síndrome de Patau (trissomia do cromossomo 13).

Os exames ultrassonográficos morfológicos têm basicamente os mesmos objetivos, independente do período da gravidez. Entretanto, o do primeiro trimestre tem um rastreio cromossômico de maior sensibilidade, por isso é utilizado para a avaliação do risco de doenças cromossômicas, como Síndrome de Down, citada acima.

Não há contraindicação para a realização do ultrassom, pois é um exame não invasivo que faz parte da rotina do pré-natal e não oferece qualquer risco para a paciente e/ou para o bebê. Além disso, não existe a necessidade de fazer algum preparo especial para a realização do exame.

Compartilhar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Open chat
Quer agendar seu exame? Clique aqui!
Powered by
Optimized with PageSpeed Ninja